✍ Resistência de uma lâmpada

para amplificador de áudio.

O meu pequeno amplificador classe A com uma lâmpada de carro ficou assim (aliás já o tinha mostrado em entradas a anteriores).

Em vez de uma resistência de potência usa uma lâmpada de carro para o mesmo efeito, i.e. como carga para o único dispositivo activo do amplificador: um mosfet.

É muito fácil medir a resistência de uma lâmpada em função da tensão aplicada aos seus terminais:

A curva vermelha corresponde a uma lâmpada de 12V âmbar de 21W (lâmpada de pisca), a curva a preto a uma lâmpada de 12V de 21W branca (lâmpada de stop), a curva a azul corresponde a um lâmpada de 24V de 25W oferecida por um aluno ;) e a finalmente a curva verde de 12V/10W.

A primeira coisa que se vê nestas curvas é que uma lâmpada não se comporta como um elemento puramente resistivo. Não são proporcionais a corrente que a atravessa e a tensão aplicada. Não é válida a lei de Ohm V=R.I . A resistência neste caso depende da temperatura do filamento, quanto mais quente maior a resistência aos seus terminais.

Como estou a usar uma lâmpada de 21W de 12V e defini o ponto de funcionamento do mosfet de modo a que se tenha 12V aos terminais da lâmpada, obtém-se uma estimativa para a resistência dada por R=P^2/V=12^2/21~6.9 . Este valor não está muito longe do que se mede para R (ver figura anterior).

A potência dissipada no mosfet é assim dada por P=V.I= (18-12)*1.7~10W1 o que nos dias de frio é muito útil.

1. Estou a usar uma fonte de tensão de 18V para alimentar o amplificador.

Palavras chave/keywords: áudiom zen amp, car, light bulb

Criado/Created: 26-11-2015 [12:32]

Última actualização/Last updated: 23-01-2017 [09:19]


GNU/Emacs

1999-2017 (ç) Tiago Charters de Azevedo

São permitidas cópias textuais parciais/integrais em qualquer meio com/sem alterações desde que se mantenha este aviso.

Verbatim copying and redistribution of this entire page are permitted provided this notice is preserved.