Nota sobre as eleições legislativas 2015

Notas sobre as eleições legislativas

Se o resultado das passadas eleições legislativas não tivesse substância então ter sentido um governo PSD/CDS dependeria da vitória da coligação PàF ser verdade. Mas o caso é que as eleições têm substância e a vitória em votos e deputados da coligação PàF não dá sentido a um governo PSD/CDS. E isto porque temos um sistema (pseudo) parlamentar e a esquerda tem o maior número de deputados.

Os comentários nos jornais e nas televisões dividem-se, querem-nos fazer crer, em opiniões "fundadas" numa esquerda e numa direita, obrigando a uma dicotomia aparentemente óbvia, tradicional e simplista. Outras observações se seguem na mesma meada de argumentos sobre e entre as esquerdas e o resultado da resolução e concretização final.

Claro que o voto impõe uma escolha mas não há números especiais.

Aliás é na ambiguidade interpretativa da escolhas que melhor se percebe a dicotomia, que na minha opinião não existe e é artificial, entre o que usualmente se chama de esquerda e direita.

(em actualização: demora dias)

Palavras chave/keywords: AR2015, Portugal, eleições

Criado/Created: 10-10-2015 [22:46]

Última actualização/Last updated: 13-07-2018 [09:49]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo